A EUROPA aos poucos sai da grave crise financeira pela qual está passando e o turismo, com certeza tem contribuído fortemente para alavancar sua economia. A desvalorização do real em relação ao euro- cerca de 3,23 a mais que o real), não intimidou os milhares de brasileiros que invadiram literalmente diversas cidades do velho mundo. Nós, particularmente, estivemos na Holanda, Bélgica ,Alemanha e Paris, onde apesar da temperatura variando entre 2 a 12 graus, encontramos brasileiros em todos esses lugares, conhecendo os lindos mercados de Natal e as pistas de patinação no gelo, duas principais atrações nesta época do ano. Na cidade de Utretch, Holanda, montaram uma pista de patinação dentro de um Museu do Trem, por sinal belíssimo. O mesmo encontramos nas cidades de Gent e Brugge, na Bélgica, e na Alemanha.
Em Paris, a Champs Elysees estava belíssima, cheia de arcos coloridos e barraquinhas de madeiras também com artigos de Natal vendendo também comidas típicas de vários países,inclusive uma churrascaria brasileira, lotada de turistas , repito, especialmente de brasileiros, que encontramos em todas as cidades onde estivemos, lembrando também que nesta época o turismo cai naturalmente, devido ao frio intenso e chuvas. Os principais pontos turísticos de Paris, incluindo a Torre Eifel e até os metrôs estavam cercados por policiais fortemente armados de metralhadoras, acho que para inibir qualquer ação ou violência. Num passeio de barco pelo Rio Sena, recordamos toda a historia da ” cidade luz” , sem dúvida, uma das mais belas do mundo, embora não seja uma das mais limpas. De lá, esticamos de trem até a Eurodisney, que fica a 35 km de Paris, onde pude reviver meu lado criança ao lado de minhas netinhas Aisha( 5 anos) e Letícia( 3 anos), uma réplica menor da Disney de Orlando, com tendência de crescimento, tal o tamanho de sua área.

AIREUROPA OFERECENDO VÔOS PARA A COPA MUNDO

Em Amsterdam, onde demoramos mais tempo, onde mora nossa filhabCarmem Frota Boelen , na segunda-feira, dia 12/o1 vai nevar, é o que dizem as previsões meteorológicas que são quase 100% confirmadas. Fomos na sexta-feira, dia 10, visitar o Museu Van Gogh, que estava fechado para reforma já algum tempo, um dos mais importantes museus da capital holandesa. Na Praça Dam Square, onde fica o Palácio Real , o Museu de Cera,a Central Station, etc, os mercados de natal também foram a tônica neste período e as pistas de patinação no gelo . Nos metrôs de Amsterdam, os jornais distribuídos gratuitamente já anunciam planos de viagem para a Copa do Mundo de Futebol no Brasil (a publicidade traz a imagem de uma mulher sustentando a bandeira do Brasil), pela empresa AirEuropa, cinco vezes por semana via Madrid, mas os preços tanto das passagens,cerca de 1.300 euros por pessoa, quanto das entradas nos estádios (cerca de 200 euros por
> tikete, podendo chegar no final dos jogos até a 400 euros) não estão nada convidativos, reclamam os holandeses que também são apaixonados por futebol e cuja seleção vai jogar inicialmente, em Salvador e São Paulo.
> A conclusão que tiramos é que a velha Europa preparou- se para o turismo com uma super- estrutura de mobilidade urbana ,via trens, metrôs e autoestradas, que satisfazem os turistas e que vem dando atenção especial aos brasileiros, disponibilizando mais intérpretes nos aeroportos, nas lojas, fazendo deste segmento seu grande sustentáculo.

SILVANA FROTA ( from Amsterdam)