PORTO_1A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento no valor de R$ 630,5 milhões para o projeto de expansão do Porto de Pecém, localizado no município de São Gonçalo do Amarante.

Com uma participação de R$ 700,5 milhões, a instituição mantém participação de 90% do valor total do projeto que corresponde à segunda etapa da ampliação do Porto. O projeto do governo do Estado deve gerar 1.900 empregos, sendo 1.500 na fase de obras e 400 na operação.

Também estão previstas as construções de dois berços de atracação, por meio de ampliação de 600 metros do cais acostável existente no Terminal de Múltiplo Uso, além de uma nova ponte de acesso, com 1.520 metros de extensão; alargamento transversal de 33 metros do quebra-mar existente, uma retroárea de 69 mil metros quadrados e uma nova ponte de acesso, com 1.520 metros de extensão.

A partir desse financiamento, o BNDES totaliza apoio no valor de R$ 1,1 bilhão ao complexo portuário. Em 2009, o Banco aprovou financiamento de R$ 276 milhões para a implantação do Terminal de Múltiplo Uso (Tmut).

Um segundo empréstimo no valor de R$ 120,6 milhões fora aprova ainda em 2010. O recurso foi utilizado para aquisição e instalação de um sistema de descarga e transporte de granéis sólidos (correias transportadoras e descarregador de navios), com capacidade operacional de 2.400 toneladas/hora, no Terminal de Insumos e Produtos Siderúrgicos.

A movimentação anual de produtos pelo Porto cresceu 22% em 2012 em um total de 4,15 milhões de toneladas. Concluída a implantação do complexo industrial e portuário, a estimativa é de que essa movimentação saltará para 45,2 milhões de toneladas até 2016 e para 83,3 milhões de toneladas até 2020.