O tema “Segurança hídrica: um desafio para os engenheiros-agrônomos do Brasil” será amplamente debatido através de palestras, painéis, mesa-redonda e visitas técnicas como parte da programação do XXX Congresso Brasileiro de Agronomia ( CBA), que será realizado de 12 a 15 de setembro próximos, no Salão Atlântico Hall do Marina Park Hotel,em Fortaleza.

O Governador do Estado do Ceará, Eng. Agrônomo Camilo Sobreira de Santana, abrirá o evento proferindo a conferência e será agraciado com a Medalha Engenheiro Agrônomo Guimarães Duque, maior condecoração concedida pela AEAC, pelos relevantes serviços prestados ao Estado do Ceará, honrando sobremodo a categoria agronômica.

Realizado bienalmente, o maior evento da agronomia brasileira é uma promoção da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (CONFAEAB) e, neste anos, será desenvolvido pela Associação de Engenheiros Agrônomos do Ceará (AEAC), com apoio institucional do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea-CE), da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua) e do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE).

Este Congresso será um marco de renovação de conhecimentos, com troca de saberes e experiências, onde a agronomia brasileira se posicionará à frente aos novos desafios que se apresentam, dentre eles, a escassez hídrica nacional, em especial no Semiárido, explica o presidente da AEAC, engenheiro agrônomo José Flávio Barreto Melo. O evento abordará temas de relevância profissional, proporcionando a difusão das novas tecnologias voltadas ao desenvolvimento sustentado da agropecuária. Dentre os temas tratados está a água como elemento de produção e consumo, bem como seu uso e reuso de forma eficiente e consciente, garantindo assim às gerações futuras um ambiente equilibrado e produtivo.

Como será sediado no Ceará, o estado terá maior evidência dentro da programação, apresentando as estratégias do governo, com espaço para realização da conferência de abertura com o tema “Plano de sustentabilidade para o desenvolvimento do Estado – Ceará Sustentável e Recursos Hídricos”, “cases” de sucesso da indústria do agronegócio cearense, espaço para profissionais locais de renome nacional para realização de palestras, apresentação de trabalhos e visitas técnicas.

Durante o Congresso serão apresentados os trabalhos científicos que estão em processo de avaliação por meio de e-post . Um total 868 trabalhos já estão sendo avaliados e 1.200 congressistas de diversos estados do Brasil e até do exterior já estão inscritos. A expectativa é que o número chegue a 1.500 inscritos. A Comissão Técnica é constituída por profissionais do Centro de Ciências Agrárias da UFC, CNPq ,AEAC, e da EMBRAPA.

Como marco, o XXX CBA deixará a “Carta de Fortaleza”, que será redigida no transcurso do evento, a qual será apresentada, discutida e aprovada na plenária de encerramento e, posteriormente, amplamente divulgada.

PROGRAMAÇÃO

O CBA oferece uma programação técnico-científica com a participação de palestrantes de alto nível, entre engenheiros agrônomos, doutores e especialistas nas áreas de metereologia,recursos hídricos,economistas,zootecnistas, técnicos da EMBRAPA, CNPq, ADECE, UFC, UFPA, UFRGS, UFRJ, UNB, UFRJ ,FGV, MAPA, SEBRAE , apresentando 21 palestras com os seguintes temas: Água e mudanças climáticas , um desafio para o semiárido; Sucessão classista: como inserir os jovens profissionais para o fortalecimento da categoria ; CAR: Cadastrando para Preservar; Oportunidades para engenheiros agrônomos , um novo contato com o Agronegócio ; Empreendedorismo e Gestão de Carreira; Secas no Brasil : a construção de outro modelo de gestão ; Redes Sociais: fomentando conexões para valorização profissional; LPF: Sustentabilidade no campo e o papel do engenheiro agrônomo; Reuso da Água na Agricultura: caso da agroindustrial Extrema , no Semiárido do RN; Assistência Técnica e Extensão Rural: Instruindo o Produtor, Alimentando o Brasil; Fiscalização do Exercício da Agronomia; Bioma Caatinga e recuperação de recursos hídricos; Política Pública de Segurança Alimentar no Brasil; Perspectivas do Setor Agropecuário no Desenvolvimento Nacional, ADECE : Estudo das Águas -Alocação de Águas destinadas à irrigação no Ceará; A crise Hídrica na Bacia do São Francisco , Produção da Biomassa como estratégia energética,FIscalização do exercício da Agronomia,Salário Mínimo Profissional e Tabela de Honorários-Açoes Sindicais na Agronomia.

Haverá também uma mesa redonda com o tema : – O uso da terra e a qualidade das águas superficiais em clima semiárido tropical- com a participação da professora Eunice Maria de Andrade, Dr. Walt Disney Paulino e Dr. Deodato Nascimento Aquino. O Fórum dos Coordenadores de Curso e Agronomia e de Câmaras de Agronomia será no dia 14, cujo debate será conduzido pelo Pdh em Agronomia pela The Ohio Univrsity /EUA, e mestre em Agronomia e Ciências do Solo , pela UFPR, Luiz Antônio Correia Lucchesi.

VISITAS TÉCNICAS

Serão realizadas ainda quatro visitas técnicas, cuja escolha ficará a critério dos congressistas, no momento da inscrição. As visitas serão realizadas no dia 15 de setembro a : Fazenda Agrícola Famosa, uma das maiores produtoras de melão do país, em Icaupuí a Fazenda Venezuela, produtora de flores em Guaramiranga, a Empresa Naturágua, na Floresta do Curió e a Estação de Poços, do Porto do Pecém.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Congresso Brasileiro de Agronomia