O governador Cid Gomes (Pros) se reuniu nesta quarta-feira, 19, em Brasília, com a ministra do Planejamento, Mirian Belchior, e apresentou projetos de construção de novas adutoras no Ceará.

Serão 406.276 m de adutoras para atender as 11 cidades: Canindé, Caridade, Crateús, Nova Russas, Tauá, Caririaçu, Irauçuba, Alcântaras, Quiterianópolis, Potiretama e Maranguape. O investimento será de R$154,2 milhões.

“Nós estamos com três anos de invernos muito abaixo da média regular. O grande problema é que tendo 30% da capacidade de acumulação em açudes públicos, monitorados pela Cogerh, essa distribuição não é igual, tem região no Ceará que está com 40% das reservas, e tem região que está com menos de 5%, que é o caso da Região do Sertão de Crateús e do Alto Jaguaribe”, disse o governador.

Segundo Cid, a ministra “se sensibilizou muito” e ficou de dar uma resposta até a próxima quarta-feira, 26. “Agora isso obviamente já me coloca numa situação de encomendar a importação desses materiais para que efetivamente a gente assegure à população desses municípios água para suas necessidades”, explicou o Governador”, acrescentou.

Em dezembro do ano passado, um problema na adutora de Itapipoca ocasionou falta d’água no município por várias semanas. Cid participou pessoalmente do conserto.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) posteriormente entrou com ação contra o governador e o presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque (Pros). O MPE entende que ambos podem ter obtido ganho político por oferecerem descontos na conta de água da população de Itapipoca.

Fonte Jornal o Povo