Ivens Dias Branco é considerado um dos mais notáveis empreendedores do Ceará e do Brasil. O Grupo M. Dias Branco teve início em 1936, quando o português Manuel Dias Branco inaugurou a Padaria Imperial em Fortaleza. Seu filho Ivens ingressou na empresa em 1953, com 19 anos. Ele foi responsável por ampliar os negócios, fazendo do Grupo líder nacional do mercado de massas e biscoitos, que emprega 16.700 pessoas em 12 indústrias, unidades de comercialização e distribuição instaladas em várias cidades brasileiras.
Governo do Estado instituiu a Medalha Ivens Dias Branco, empresário que morreu no último dia 24 de junho. O título, instituído ontem por decreto do governador Camilo Santana, agraciará aqueles que de forma determinantes tenham contribuído em prol do desenvolvimento econômico do Ceará.
Ferruccio Feitosa, presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), explica que o processo de concessão da Medalha será estabelecido pelo órgão e aprovado pelo governador. Adiantou que vai debater com a família do industrial os principais pontos do regulamento e escolha da melhor data. “A primeira entrega deve ser ainda este ano”. Ferruccio destacou que o governador falou por telefone com o filho do homenageado e atual presidente do Grupo M. Dias Branco, Ivens Dias Branco Júnior, que declarou estar muito feliz e agradecido pela distinção.
Na assinatura de criação da comenda, Camilo Santana destacou que Ivensfoi um dos mais notáveis empresários da história do Ceará, tendo construído um grupo empresarial sólido e muito importante para o Estado. “Portanto, nada mais justo do que criarmos uma comenda para homenagear quem tanto contribuiu para o desenvolvimento econômico do Ceará”.
De acordo com o decreto, será concedida uma única comenda uma vez por ano. Mas, excepcionalmente, o governador do Estado poderá exceder o quantitativo. O decreto considera ainda que a comenda tem a finalidade de agraciar os que se tenham se tornado merecedores do reconhecimento do Poder Executivo em razão de ações, feitos ou outras iniciativas em prol do desenvolvimento econômico do Ceará. Diz ainda que “a condecoração servirá de estímulo a novas práticas dignas de honrosa menção”.