image

Choveu em mais de 90 municípios cearenses na madrugada deste domingo, 5, segundo a Fundação Cearense de Meterologia e Recursos Hídricos (Funceme). A maior precipitação, entre as 7 hora de sábado e as 7 horas de domingo, 5, foi registrada em Beberibe, com 140 mm. Solonópole teve a segunda maior chuva do período, com 95 mm, e Palmácia a terceira, com 92 mm.

Em Fortaleza, o posto de Messejana apontou 42 mm, média quase três vezes superior aos dos últimos dias, quando chovia 16 mm na capital. A previsão da fundação para a capital cearense é de nebulosidade variável com chuvas no decorrer do dia.

Outros municípios com as maiores chuvas são: Aracati (89 mm), Guaramiranga (86.4 mm), Pacajus (83 mm), Ocara (83 mm), Eusébio (81 mm), Cascavel (72.1 mm) e Chorozinho (72 mm).

O fenômeno atmosférico chamado de Ondas do leste, que se forma no oceano Atlântico, contribui para precipitações significativas nos meses de junho e julho, conforme a Funceme.

O Ceará ficará ao longo do dia sob a influência de áreas de instabilidade, segundo a Funceme. O céu, de acordo com a pevisão para o Estado, deverá ficar com nebulosidade variável e com chuvas em todas as regiões cearenses.

Apesar das chuvas intensas, que não apresentaram registros de raios e trovões, a Defesa Civil do Município, cujo Sistema de Alerta de Fortaleza (SAF) foi ativado na noite deste sábado, não havia registrado nenhuma ocorrência até às 10 horas deste domingo.

O POVO tentou entrar em contato com a AMC para obter informações sobre o trânsito da Capital e possívels problemas nos semáforos (comuns quando há chuva). Porém, até a publicação desta matéria, as ligações não foram atendias.