O seminário internacional “Evidências e Estratégias para Prevenção de Crime & Violência no Ceará” foi encerrado, na tarde desta terça-feira (22), na sede da Vice-Governadoria. Durante o segundo dia de evento foram apresentadas algumas iniciativas do Poder Executivo Estadual na área de prevenção à violência.

A vice-governadora Izolda Cela avaliou positivamente o encontro promovido pelo Pacto por um Ceará Pacífico, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e com o Banco Mundial. “Foi um evento muito importante, que tratou sobre todos os níveis de prevenção à violência. Tivemos aqui representantes do Sistema de Justiça, das secretarias do Governo, além de especialistas de vários lugares do mundo e pessoas de entidades não governamentais que estão à frente de ações sociais. Foi um momento de aprendizagem e de produção de ideias”.

Ceará Pacífico
O Pacto por um Ceará Pacífico foi assunto constante no seminário. Uma das palestras de abertura no segundo dia de evento foi a do coordenador do Ceará Pacífico em Sobral, Pádua Campos, que abordou as experiências do pacto na cidade. “É um experimento de gestão pública compartilhada. Somos polinizadores. Levamos ideias de um lugar para o outro, com o objetivo de reduzir os índices de violência e fortalecer a cultura de paz no estado”, afirmou.

Além de Sobral, a iniciativa atua em territórios de Fortaleza (Vicente Pinzon, Bom Jardim, Curió e Genibaú) e de Juazeiro do Norte.

Educação
A educação também pautou os debates. O secretário da pasta no Ceará, Rogers Mendes, fez apresentação sobre as experiências de prevenção da violência nas escolas do Estado. “Nós trabalhamos em duas frentes: o presente e o futuro. Estamos reestruturando as escolas, para que elas promovam, através das competências socioemocionais, um diálogo com os jovens sobre questões como a desigualdade familiar e a perca de vínculo com a família. E, numa outra perspectiva, a gente busca fortalecer uma parceria com os municípios para ter uma maior atenção, desde a educação infantil, até o desenvolvimento pleno no ensino fundamental”, disse o secretário.

Workshops
Como complemento às apresentações, os participantes foram divididos em três grupos para a realização de oficinas com os seguintes temas: prevenção em educação, prevenção secundária e prevenção terciária.

O intuito foi criar métodos para implementar intervenções estratégicas, por meio de intercâmbios de práticas exitosas em países como México, Estado Unidos e Colômbia.