faixa.diagonalNa data em que se comemora o Aniversário de Fortaleza, nesta quarta-feira (13/04), a cidade recebe uma nova faixa de pedestres em diagonal no cruzamento da Av. 13 de Maio X Av. da Universidade, no bairro Benfica. A intervenção, implantada pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) e Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), visa aumentar a segurança dos pedestres e reduzir o tempo de travessia dos mesmos em até 60%.

Também conhecida como “faixa em X”, a faixa diagonal evita que pedestres façam duas travessias para acessar o outro lado de uma via nos cruzamentos semaforizados. Além dessa implantação, outras melhorias foram realizadas na região, como a inserção de rampas de acessibilidade nas calçadas e readequações tanto no canteiro central quanto no passeio. Na esquina da Casa de Cultura, por exemplo, foi realizado prolongamento da calçada para reduzir a distância da travessia e aumentar a visibilidade dos pedestres.

Conforme informações do Controle de Tráfego em Área de Fortaleza (CTAFOR), os semáforos passaram por ajustes, sendo atribuído maior tempo para os pedestres realizarem seus deslocamentos com segurança. O tempo semafórico para eles aumentou de 20 para 30 segundos.

A faixa já é realidade em outras capitais brasileiras como São Paulo e Goiânia. Em Fortaleza, a primeira implantada foi em 2015 no cruzamento da Av. Historiador Raimundo Girão X Av. Rui Barbosa, na Praia de Iracema. Assim como as travessias elevadas localizadas no bairro Messejana e as que seguem em implantação nos bairros Rodolfo Teófilo, Centro e Luciano Cavalcante, a “faixa em X” tem o propósito de reduzir o tempo de travessia do pedestre e aumentar a sua segurança.

A implantação da faixa diagonal integra as ações do Programa de Apoio à Circulação de Pedestres, com o objetivo de proporcionar mais segurança aos pedestres na hora da travessia. As iniciativas fazem parte de uma parceria entre a Prefeitura de Fortaleza e o Programa de Segurança Viária da Bloomberg Philanthropies, instituição filantrópica com sede em Nova York, que traça ações de curto, médio e longo prazos para conter e reverter a tendência crescente de fatalidades e ferimentos graves no trânsito.