DSC_7821Mais de 4.686 inscritos nas palestras técnicas, 104 caravanas de produtores com 3.449 participantes e mais de 30 mil pessoas passaram entre os dias 16 a 18 pelo XIX Seminário Nordestino de Pecuária-Pecnordeste , que ofereceu 92 palestras, 05 mesas redondas , 17 oficinas de capacitação, este o balanço aproximado do XIX Seminário Nordestino de Pecuária-Pecnordeste, promovido pelo Sistema Faec/Senar e Sebrae –Ce O evento foi aberto, às 9 horas da última terça-feira, com a presença do Governador Camilo Santana, que anunciou recursos da ordem de R$ 70 milhões para combater a seca. O governador, o Presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil-CNA, João Martins da Silva Júnior, representado pelo vice-presidente Mário Borba, e o engo agrônomo Gerardo Angelim de Albuquerque, receberam a Medalha do Mérito Rural Prisco Bezerra. Em seu discurso o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do estado do Ceará-Faec, Flávio Saboya solicitou a implantação do Seguro-Seca, que viria suprir as necessidades de alimentação do rebanho, da água e garantir a sobrevivência do produtor rural. O Governador Camilo Santana prometeu levar o pedido dos produtores à Presidente Dilma e ao Forum dos Governadores do Nordeste, bem como à Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-Mapa, Katia Abreu, que está disposta a encampar a iniciativa da Faec.

Para o coordenador geral do Pecnordeste, Paulo Helder de Alencar Braga o Pecnordeste cumpriu mais uma vez sua missão que é a de levar novas informações aos produtores para que eles possam conviver melhor com a seca. Apesar dos quatro anos de seca que estamos atravessando a gente sente a vontade dos produtores de aprenderem cada vez mais, por isso, todas as palestras foram focadas no tema central: Sertão Empreendedor – Um novo Tempo para o Semiárido, mostrando as principais tecnologias que o Senar , a Faec, o Sebrae, o Governo do Estado e outros órgãos já disponibilizam como as que estão dando certo. Na questão de geração de negócios ele acredita que girou em torno de 30 milhões o mesmo patamar do ano passado, através da vendas de animais e implementos agropecuários e da feira da agricultura familiar, o que considera positivo diante do quadro em que encontra-se o Estado devido a estiagem.

Segundo o coordenador técnico da Pecnordeste, Eduardo Queiroz de Miranda, os segmentos que tiveram maior participação nas palestras técnicas são por ordem: Bovinocultura de leite : 1.085 inscritos, caprinovinocultura: 735, apicultura: 593 avicultura: 492, aquicultura e pesca: 301 , suinocultura: 274, eqüinocultura: 158, artesanato: 287, turismo rural: 160. E mais de 600 participaram de eventos palalelos, como seminários dos secretários de agricultura, encontro de presidentes de Sindicatos, encontro de Superintendentes do Senar do Nordeste , galeria dos garanhões e oficinas.

ESPAÇO DE CIDADAINA ATENDEU 510 PESSOAS

Durante o evento mais duas novidades : o Espaço de Cidadania do Produtor, que ofereceu ações de saúde como vacinação contra gripe e sarampo numa parceria com a Secretaria Regional IV da Prefeitura de Fortaleza ( 250 atendimentos ), medição de pressão arterial (190) , peso e massa corpórea(50), massaterapia (30) , fisioterapia . No local houve também ações de cidadania através do Programa Agrinho, promovido pelo Senar junto às escolas públicas da zona rural, divulgando o concuros de redação e desenho desse ano e, ainda, ações de Meio Ambiente, através de um Tira Dúvidas e um Quiz sobre o Programa de Cadastro Ambiental Rural –CAR, que todo produtor deve fazer até o dia cinco de maio de 2016, e uma maquete demonstrando o Programa de Preservação de Nascentes de Rios, ambas previstas no Código Florestal. Foi distribuída 100 mudas de espécies diferenciadas com a população.