O Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará cresceu 3,76% no terceiro trimestre deste ano (3ºT13), na comparação com igual período de 2012, e mais uma vez, acima da média nacional (2,2%). O setor industrial cearense teve a maior alta. Serviços, que representa mais de 73,1% da economia, também cresceu, mas o segmento do comércio caiu 1,55%, e a agropecuária, por conta da seca prolongada recuou 3,11%. Por conta das obras públicas e privadas, o ramo da indústria da construção civil também é destaque com alta de 6,77% no período.

Os resultados foram divulgados ontem pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) que estima que o PIB de 2013 feche em torno dos 3,5%. No acumulado do ano (três trimestres) é de 3,22%. O analista de Políticas Públicas do Ipece, Alexsandre Cavalcante, disse ao O POVO que também acredita numa recuperação do comércio no quarto trimestre (4T13). “Voltaremos a ter saldo positivo com o 13º salário, as compras de fim de ano e a abertura de novos shopping centers que também incentiva o consumo”, comenta.

Segundo o Ipece, a indústria cearense, no acumulado até setembro de 2013, registrou crescimento de 2,85% na produção física industrial, enquanto o Brasil apresentou uma alta de 2,03% para o mesmo período.

“O desempenho da indústria de transformação cearense, ao ser analisado sob a ótica do acumulado dos 12 meses anteriores, apresentou o quinto melhor resultado dentre os estados, obtendo uma taxa de 1,61% e, permanecendo, desta forma, também acima da taxa da indústria de transformação nacional”, diz o Boletim da Conjuntura Econômica cearense, referente aos resultados do 3T13. Adianta que, dentre os setores da indústria de transformação cearense os que mais se destacaram no acumulado no ano de 2013, foram calçados e artigos de couro (23,2%).

Apesar dos bons resultados da indústria de transformação cearense, por conta da consolidação da retomada do crescimento regional, os analistas do Ipece ressaltam a base de comparação reduzida nos meses de igual período do ano passado.

Fonte: O POVO