A presença feminina é cada vez maior no campo. Hoje, nas fazendas, há mais mulheres com curso superior do que homens. Dentre os cargos de médico veterinário, 49% são exercidos por mulheres.

Elas também estão nos laboratórios e em muitos setores da agroindústria. Atualmente, 69% das mulheres no campo utilizam a internet. Em muitas pequenas propriedades, a mulher cuida sozinha da casa, dos filhos e da lavoura.

As mulheres planejam e executam. Um terço das propriedades rurais está sob a direção feminina. Mas ainda há muito espaço para a mulher conquistar no campo.

Mulheres em Campo

O Sistema FAEC/SENAR-CE, por meio do Sistema Nacional de Aprendizagem Rural, implantou em 2011 um Programa chamado “Com Licença Vou a Luta” que é destinado a habilitar mulheres rurais a empreenderem nas atividades rurais, através do desenvolvimento de competências de gestão para aplicação no seu próprio negócio. Atualmente o Programa se chama “Mulheres em Campo” e tem como meta, em 2018, a formação de cinco turmas no Ceará, informou a Diretora Técnica do SENAR-CE, Kelly Cláudio.