20150901_123657

No dia 5 de outubro próximo o Sebrae nacional lança em todo o Brasil, o movimento Compre do Pequeno , ocasião em que se comemora também o Dia do Microempresário. O movimento já está em plena efervescência no Ceará, onde várias atividades estão programadas como uma corrida no dia 20 próximo e um passeio ciclístico no dia 27 ,juntamente com a FIEC. Hoje, primeiro de setembro, o movimento foi deflagrado durante a reunião do Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense-Agropacto, que segundo o Diretor -superintendente Joaquim Cartaxo, pretende envolver todos os segmentos da sociedade, abraçando a campanha e comprando do pequeno empresário. Será um dia para lembrar de um ato que pode mudar a realidade do país, o Sebrae vê a crise como uma oportunidade , disse Joaquim Cartaxo. A reunião ocorreu no auditório do Sebrae- CE e contou com a presença de diversos instrutores do Sebrae e representantes do segmento do agronegócio no Estado.

20150901_114335

Dados apresentados pelo Superintendente indicam que os pequenos negócios geram 52% do total dos empregos do país e representam 27% do PIB . No Ceará os pequenos negócios representam 26,2% do PIB, 58% do pessoal ocupado , com 94,1% das empresas ativas e
41,3 das remunerações pagas. Conforme explicou Joaquim Cartaxo o coração do movimento é que comprar do pequeno negócio é algo muito relevante. Por que comprar do pequeno negócio ? porque em primeiro lugar é uma valorização da cultura local( fazem parte da rotina, conhecem você pelo nome, carregam o Dna da localidade, varejo da vizinhança,) , além disso, melhora a qualidade de vida, ( impulsiona a produção local, o dinheiro fica no bairro) . O movimento quer também o engajamentos do micro e pequeno empresário, divulgando seus produtos, enfrentando o mercado e a crise com criatividade.

Na ocasião foram distribuídas camisas com todos os presentes que num ato simbólico a vestiram num significado de engajamento ao Movimento , como salientou o Coordenador do Agropacto e Presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-Ce, Flávio Viriato de Saboya Neto, ao sugerir que além do Sebrae, outros órgãos já incluindo a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará- FAEC, passem a adotar a logomarca do movimento em seus papéis,(correspondências e e- mails) , ideia que foi imediatamente acatada pela Presidência da Associação Comercial,através de seu presidente João Porto Guimarães, pela FECEMP- Federação Cearense da Micro e Pequena Empresa , Jozely Moreira , pela Organização das Cooperativas do Estado do Ceara-OCB, através de seu presidente João Nicédio Nogueira.

Para o diretor técnico do Sebrae, Alci Porto Gurgel, este movimento deve inserir uma cultura nova, uma cultura de mais aproximação com quem produz e quem compra, informando que o Sebrae já vem fazendo isso, sendo necessário agora uma massificação. Ele citou o exemplo de Sobral que tem um projeto forte de galinha caipira com 300 grupos produtivos,onde a prefeitura já aprovou a Lei da Micro e Pequena Empresa, e já compra mais de 1 milhão de reais por mês dos microempreendedores. Citou ainda, o município de Jaguaribe, onde o queijo já é certificado e vendido no comércio local inclusive para outros estados. Na cajucultura, o diretor do Sebrae informou que numa parceria com a Faec já atende a cerca de 500 produtores , que estão vendendo caju encaixado para os Estados de São Paulo e Minas Gerais.
. Alci Porto disse que o Sebrae está aplicando nos últimos anos mais recursos no ambiente rural do que na área urbana, através do Programa SEBRAETEC, que até o final do ano oferece mais de mil oficinas em diversos municípios. Temos que inserir isso numa cultura, no ambiente produtivo, todas as equipes do Sebrae terão que apresentar nas rodadas de negócios ações de compras no pequeno negócio, concluiu Alci.

Já o presidente da Faec, Flávio Saboya citou o exemplo do milho subsidiado da Conab, que desde o início do ano foi retirado, ficando mais caro para o pequeno produtor que ainda tinha que pagar o frete , muitas vezes de até 200 km de distância até a sua propriedade. A solução destes produtores foi comprar no comércio local, e agora está sobrando milho nos postos da Conab, principalmente pela falta do subsídio. Este é um exemplo de oportunidade na crise,que o produtor está sabendo aproveitar, disse Saboya.

O presidente da OCB- João Nicedio também citou o exemplo de cooperativas bem sucedidas no Estado e no país, que até exportam e deu como exemplo bem sucedido aqui no Ceará- a Feira do Parque da Agricultura Familiar, que está ocorrendo todo final de semana no Parque de Exposição Cesar Cals, na Avenida Bezerra de Menezes, onde os agricultores reunidos em cooperativas estão vendendo muito bem seus produtos, e já expandiram a feira para começar a partir de quinta-feira. Desta Feira do Parque de Fortaleza, já nasceram dois filhotes a Feira de Maranguape e a de Senador Pompeu.

Presente ao Agropacto , o empresário Paulo Selbat produtor de rosas e pimentões na Serra da Ibiapaba, destacou a importância do Sebrae e a força dos microempreendedores de rosas , que empregam 15 pessoas em um hectare de terra chegando hoje a empregar mais de 5 mil pessoas no Ceará, um estado que até 2000 não produzia nada e que hoje exporta rosas para vários estados do Brasil. Somos nós que podemos tirar o país deste marasmo, disse ele. No final deixou um conselho aos presentes para que adotem a frase dos italianos que são os maiores microempresários do mundo: ” se o governo vai mal, nos agricultores vão bem” .

SAIBA MAIS SOBRE O MOVIMENTO COMPRE DO PEQUENO

O coordenador do movimento no Sebrae, Reginaldo Lobo explicou que no período de 21 a 27 de setembro próximos será realizada uma grande ação na Avenida Monsenhor Tabosa,estando também programada uma corrida no dia 20, saindo as 6 horas, no BNB clube, na Avenida Santos Dumont, até a sede do Sebrae, e no dia 27, um passeio ciclistico em parceria com a Fiec, que comemora com o Sindisorvetes, o dia do sorvete e já se engaja no Movimento. Já ocorreu também uma cavalgada no interior do estado, estamos organizando seminários , de tal forma que estamos num grande esforço de massificação do movimento, que deve ter continuidade.
Maiores informações: Www. compredopequeno.com.br